By / 26th Agosto, 2016 / Cidade Lisboa / Off

É a mais recente cidade a ser considerada a “nova Berlim” e encontra-se, atualmente, na boca do mundo. Também conhecida como a cidade das sete colinas, Lisboa tem sido, durante os últimos 7 anos, a nova “cidade sensação” no que toca a cultura sulista europeia, e tudo lhe corre bem. Os turistas costumam utilizar uma expressão curiosa: “Ou se ama Lisboa, ou se adora”.

É considerada uma das cidades mais quentes da Europa – tanto por causa do tempo, como por causa das pessoas. Se gosta de fazer surf e de ir à praia, está a poucos minutos de distância de fazê-lo. Se precisa de algumas indicações na rua, enquanto passeia, o português vai parar de fazer o que está a fazer para ajudá-lo. A maioria dos nossos turistas chega a Lisboa à espera de encontrar a população local amarga e de cabisbaixo, pois a comunicação social internacional foca-se no nosso estado da economia, na Troika e no desemprego, mas provavelmente irá ter uma experiência exatamente oposta. Além disso, a cidade é barata e tem atraído os turistas que não têm tantas condições para visitar cidades como Barcelona, Paris ou Roma.

O ambiente e atmosfera da cidade é também uma rajada de autenticidade, sempre mostrando as raízes tradicionais portuguesas, como a calçada branca única que reflete o sol e ilumina a cidade, dando-lhe uma linda luz natural. Também irá encontrar uma variedade de formas de arte por toda a cidade, desde estátuas e fontes a graffiti e bandas de rua. Algumas das maiores mentes artísticas das próximas gerações estão a reunir-se em Lisboa, em busca de inspiração e a compartilhar as suas peças com o povo português.

O estilo de vida lisboeta é uma combinação entre o tradicional e popular com o moderno e a moda. O Bairro Alto, por exemplo, é um bairro antigo de ruas labirínticas, conhecido pela vida noturna, com bares, ao longo das ruas, as pessoas ao ar livre e música ao vivo que povoam todos eles, onde pode entrar para dançar ou simplesmente sentar-se e tomar uma bebida. O povo português também está a atravessar uma fase de consciencialização de bem-estar que tem vindo a crescer exponencialmente entre a população, com muitos acessos a alimentos saudáveis, ciclovias, yoga e ginásios.

Uma cidade com uma alma velha, mas jovem de coração, é a nossa Lisboa.